Fechar

Notícias

25 Jul de 2019 Dinâmica em movimento

CÁLCULO ESTRUTURAL: COMO EVITAR OS ERROS MAIS COMUNS

É preciso fornecer ao projetista todas as premissas da obra antes de realizar o projeto

Pontes, viadutos, edifícios residenciais, barragens, rodovias, edifícios comerciais ou casas. O que todas essas estruturastêm em comum é o fato de demandarem um cálculo estrutural preciso antes de iniciarem as suas obras. O cálculo estrutural, geralmente, é realizado pelo projetista da obra e precisa considerar aspectos importantes de resistência que aquela estrutura precisa atender para ser considerada segura.

“Nós fornecemos ao projetista todas as nossas premissas antes da elaboração do projeto. Esses requisitos são fornecidos para o projetista para que ele realize o cálculo a fim de definir a resistência da estrutura”, explica Marco Antônio de Carvalho, engenheiro civil da Dinâmica Engenharia.

De acordo com o responsável da Dinâmica, o projeto de arquitetura é passado para o projetista realizar o estudo e os lançamentos finais, já apresentando os requisitos e as variações em termos de ferragens e também no Fck do concreto, além de outros requisitos construtivos para que a estrutura saia do jeito que a companhia solicita.

Como evitar problemas com o cálculo estrutural

Antes de fazer o cálculo estrutural é preciso elaborar e seguir todas as premissas do planejamento. Considerando os requisitos que a construtora solicita, o projetista deve mensurar níveis de resistência e os quantitativos de materiais. “O projetista deve mensurar o quantitativo de aço e concreto e apresentar para a empresa a fim de auxiliar na avaliação de custo da obra”, ressalta Marco Antônio de Carvalho. Para isso, ele deve considerar as dimensões corretas dos elementos estruturais, como as vigas, por exemplo.

Durante esse processo é necessário atentar-se para trabalhar com profissionais qualificados e com experiência de mercado a fim de evitar possíveis erros. No planejamento, é importante que se faça todos os questionamentos necessários para minimizar o risco de problemas que gerem erros.

De acordo com o engenheiro civil da Dinâmica Engenharia, o maior problema é a incompatibilidade de projeto que gere interferências no momento da execução. “Como, por exemplo, o projeto pede uma rampa x e na hora da execução gera uma interferência na altura abaixo na rampa”, ressalta.

Itens considerados no cálculo estrutural:

  •         Elementos estruturais: vigas, treliças, pórticos, veios de transmissão. Esses são alguns dos elementos estruturais mais comuns nas obras de construção. Esses elementos estruturais podem ser classificados como estruturas isostáticas, hiperestáticas ou hipostáticas;
  •         Esforços e deformações: é preciso considerar as tensões que podem ser recebidas pela estrutura ao longo do tempo;
  •         Cargas: nesse projeto é imprescindível que se considere as cargas estruturais. Ou seja, o peso próprio e dos elementos que devem ser suportados pela estrutura;
  •         Dimensões: o projetista deve, após conhecer esses esforços e cargas, dimensionar os elementos estruturais que serão executados;
  •         Desenhos de projeto: por final, o projetista é responsável também por fornecer os desenhos técnicos em detalhe de todas as peças estruturais que serão realizadas.

Fonte: Mapa da Obra

Voltar