Fechar

Notícias

04 Nov de 2019 Dinâmica em movimento

Novembro Azul

Mais de 68 mil homens diagnosticados com câncer em 2018. A estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA) coloca a doença como a segunda que mais mata no Brasil, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma, que vitimou mais de 85 mil homens no mesmo período. Em Goiás, o instituto previu que a doença tenha atingido até 2.210 homens, a décima maior taxa de incidências do Brasil.

Com mais de 90% dos colaboradores formados por homens, a Dinâmica Engenharia aproveitará a campanha Novembro Azul para alertá-los sobre a importância da prevenção contra a doença. Para isso, a enfermeira do trabalho, Nara Ferreira, vai falar com os 80 colaboradores da obra do Celebrate Vaca Brava, empreendimento que está sendo construído no Jardim América, no próximo dia 31 de outubro, às 16h. O objetivo é explicar os principais riscos da doença e os cuidados que devem ser tomados pelos homens.

A principal proposta do encontro é tentar afastar os preconceitos envolvendo a doença, principalmente sobre a principal forma de diagnóstico, que se dá através do toque retal. "O homem deve ter consciência que o descuido pode resultar em morte e, por isso, é importante ir com frequência ao urologista", destaca a enfermeira. Os dados são tão preocupantes quanto os apresentados pelo levantamento do Instituto Lado a Lado pela Vida, publicado neste ano, que aponta que 59% dos homens não vão ao urologista.
Segundo o médico urologista Fernando Leão, a negligência masculina aumenta significativamente a possibilidade de diagnóstico tardio de graves doenças, como o câncer de próstata. "O câncer de próstata é silencioso, se o homem não for ao especialista ou buscar ajuda médica, a doença  pode chegar a um estágio tão avançado que a possibilidade de cura fica muito baixa", explica.

Caso o câncer seja diagnosticado com antecedência, a chance de cura pode chegar a 90%. Porém, quando identificados em estágio avançado, a probabilidade cai para a faixa entre 10% e 20%.

Fonte: @comunicacaosemfronteiras

Voltar